Como instalar o Endless OS em dual boot com o ubuntu?


#1

Olá! É a minha primeira vez aqui no fórum. Me interessei pelo Endless OS enquanto pesquisava sobre algumas distros do Linux, pois sou iniciante e utilizo Ubuntu como minha primeira distro “séria”. Certa vez, também havia visto o anúncio no Facebook, e isso me despertou o interesse pelo sistema.
Por isso, gostaria de instalar o Endless OS, e queria saber como posso fazer isso, e, de preferência, sem desinstalar o Ubuntu 16.04. Fazendo, assim, a instalação dual-boot, que, acredito eu, ficará na mesma partição do HD, instalada como um software.
Alguém se habilitaria a me ajudar??

P.S: Baixei a versão simples, de 2gb, e não sei como manusear os arquivos.

Grato.


#2

@fabiodutra
https://support.endlessm.com/hc/pt/articles/209063006-Onde-posso-baixar-directamente-os-arquivos-de-imagem-do-Endless-OS-


#3

Fábio,

Eu fiz uma instalação sobre o Windows 10. E como vc mencionou, o dual boot nada mais é do que uma instalação sobre o mesmo HD. O Endless se comportará como um software e na carga do SO será exibida uma tela para seleção do SO que vc deseja carregar.

No caso do Windows 10 há um arquivo executável que basta vc clicar para iniciar a instalação, já para Linux eu confesso que não sei te informar como vc deve iniciar a instalação, dá uma olhada nas resposta do fórum que de ve ser simples.

[ ]

Waldir


#4

@fabiodutra fico muito feliz em ver seu interesse pelo Endless e o Linux em geral. Entretanto, infelizmente no momento o Endless não suporta a instalação dual-boot com outro sistema Linux como o Ubuntu. Essa é uma funcionalidade que ainda não foi integrada no instalador.

O que você pode fazer seria criar um Endless Pen drive que você pode usar para bootar o Endless sem ter que instala-lo no disco da sua maquina. Outra alternativa seria fazer a instalação em um hd externo, independente do seu Ubuntu.

Espero que isso ajude. Boa sorte!


#5

Waldir_Moraes e LeandroStanger, muito obrigado por se habilitarem a me ajudar, mesmo com tal obstáculo. Agradeço imensamente!
Entretanto, parece mesmo uma pena que essa funcionalidade ainda não tenha sido implementada. De qualquer forma, também agradeço muito á você, Abner, pelo suporte. Só uma pergunta, o Endless Pendrive pode usar o próprio para armazenar os arquivos durante o uso, se comportando como se fosse um disco rígido? Ou ele funciona como um Live Pen Drive que me permitirá apenas testar o sistema e fazer alterações temporárias?

Grato.


#6

@fabiodutra
como se fosse um disco rígido


#7

Valeu! Baixei o torrent, selecionando o Linux 64 bits, e veio o seguinte diretório: - 3.0.10 > eos-amd64-amd64 > base -
Com os arquivos dentro; é essa imagem que vou usar pra instalar no pendrive? E só mais uma pergunta: Depois de criar um pendrive Endless, vou conseguir instalar o sistema permanentemente também? (por cima do Ubuntu)


#8

@fabiodutra até onde eu sei seria só live mesmo, arquivos não seriam persistidos. Me lembro de termos uma conversa sobre um formato diferente que iria persistir mas acho que não foi implementado ainda. Vou verificar depois.

Sim, é essa imagem mesmo. Se você tiver um Windows a mão você pode usa-lo para criar o Live pen drive. Seria melhor pra você? E sim, apartir de um Live Usb você pode instalar o Endless.


#9

Olá, Fábio Dutra!
Eu também estou muito interessado nesse fascinante OS. Sou usuário Ubuntu e de outras distros. Estou atualmente empenhado em conseguir usá-lo junto com os que tenho instalados no mesmo HD. Também sou iniciante, mas consegui fazer algum progresso depois de algumas tentativas. Vou compartilhar aqui.
O meu HD está particionado de maneira que eu possa incluir tantos OS’s quantos o meu espaço em disco e o GRUB permitir.

Eis um print das minha partições:
https://1drv.ms/i/s!AmYkaPjhMa2xgbpSlYNlmhHe4v-0oQ

A tabela de partições é do tipo MBR devido ao Windows 10 não ter suporte ao tipo GPT quando o hardware não oferece suporte a UEFI.

O OS’s que eu já uso são:

-Windows 10
-Ubuntu 16.04 LTS
-Slackware 14.03
-Kali Linux 2016.2

  • Android x86 (5.1 - Lollipop)

Vamos ao print em questão para que todos possam entendê-lo:

Criei duas partições primárias, sendo uma para o Windows 10 e outra para o EOS, sendo que o Win cria outra para uso próprio, daí ficam três primárias. Sendo assim, só é possível criar mais uma primária para tabelas do tipo MBR. Então eu criei uma estendida e dentro dela criei algumas lógicas para acomodar os outros OS’s que não têm frescura assim como o Windows.

Eu me deparei com esse problema do EOS ainda não aceitar dualboot com qualquer OS, então fiz o seguinte: criei um pendrive EOS do jeito que o site ensina e o instalei sozinho no HD, depois de atestar o funcionamento do EOS dei boot com um LiveCD do Ubuntu para “espiar” e tentar entender como o instalador cria e separa as partições. Logo, vi que ele apenas criara uma partição de SWAP com 4GB no final do disco, deixara 64MB não alocado no início do disco e instalara a raiz do sistema no meio. Então, diminui a partição do meio para 32GB, criei a do Windows 10 antes dela e a estendida depois para os outros OS’s, também passei a partição de SWAP para dentro da estendida e tudo isso sem nenhum erro ou aviso.

Logo depois removi o Live CD do Ubuntu e deixei o boot rolar e fiquei surpreendido, pois eu achei que depois dessas modificações ele não iria “bootar”, mas “bootou”, perfeitamente.

Daí continuei instalando os outros OS’s sem deixar que eles instalassem o GRUB ou LILO e deixei o Win10 e o Ubuntu para o final, pois não dá pra controlar isso nesses. Decidi fazer mais um teste e o EOS estava intacto e funcional, mais uma vez funcionando perfeitamente. Mas quando eu instalei o Ubuntu ele não mais funcionou. Na sequência eu instalei o Windows 10, daí ele sobrescreveu o gerenciador de boot do Ubuntu (é de praxe), eu, logo depois, reinstalei o GRUB com o LiveCD do Ubuntu e restabeleci o boot de todos os outros OS’s.

Pesquisei um pouco sobre kernel e dei uma olhada dentro do diretório /boot na partição do EOS para ver o que tinha dentro, e, baseando-me nisso, alterei o arquivo /etc/grub.d/40__custom, no Ubuntu, para que ele incluísse no GRUB a entrada do EOS. Logo depois eu rodei o update-grub. A entrada foi adicionada e o “kernel do EOS” foi encontrado e algo (não sei se foi boot) aconteceu, entretanto o resultado não foi satisfatório. O “algo” aconteceu de forma totalmente diferente do boot do EOS. Pareceu o boot do Slacware - várias frases subindo bem rápido, o que me parece ser os módulos inerentes ao hardware sendo carregados - e em um dado momento as frases param de subir e é exibida no final da “lista” uma mensagem me instruindo, caso eu queira, a gravar em um pendrive um log mencionado na mensagem. Logo abaixo vem o que me parece um shell, mas que só aceita o comando exit, todavia não reinicia o computador nem nada. Eu reiniciei com Ctrl+Alt+Del.

Meu nível de conhecimento não me permite dizer o que houve ou se eu estou perto ou longe de conseguir um boot bem sucedido. Logo, venho buscar ajuda.


#10

@Leoncio_Mendonca
https://support.endlessm.com/hc/pt/articles/208416346-Como-fazer-um-registro-de-depuração-debug-log-do-Endless-OS-


#11

Eu tenho Apenas o mint em um HD de 1 Tb quero colocar o Endless também mas não consegui!, tnho Swap de 12 G / de 40 G e o resto é Home.


#12

@Anderson_Porciuncula atualmente só é possível fazer Dual Boot com Windows


closed #13