Lançamento | Endless OS 3.9.0

O Endless OS 3.9.0 foi lançado na Segunda-feira 09 de Novembro de 2020. Imagens para download para novos usuários estarão disponíveis nos próximos dias.

Atualização da Endless Shell

Nesta versão, a maioria dos componentes da área de trabalho foram atualizados para as versões do GNOME 3.38. Isso traz novos recursos, melhorias de desempenho e correções de bugs.


Durante este ciclo de desenvolvimento, a equipe do Endless desktop se concentrou em trazer recursos originalmente desenvolvidos no Endless OS de volta ao GNOME - como a capacidade de arrastar e soltar ícones na área de trabalho e aplicar controles dos pais aos aplicativos instalados - para que nosso trabalho sobre usabilidade e segurança pode alcançar usuários além do Endless OS.

Em conjunto com esta iniciativa, simplificamos as mudanças que fazemos no Endless OS em relação ao GNOME para melhorar a qualidade do Endless OS e nos permitir focar nas principais mudanças que são mais importantes para nossos usuários. Por exemplo, nossa grade de aplicativos de desktop agora sempre exibe todos os aplicativos instalados, assim como no GNOME. Veja abaixo para mais detalhes.

Endless HACK

Nós ouvimos você! Seguindo o feedback que recebemos em vários canais, removemos o conceito de um modo de hack de nosso ambiente de aprendizagem de primeira classe. No modo Hack, o usuário tinha os recursos de hacking disponíveis, ou seja, a funcionalidade Flip to Hack para olhar por trás de um aplicativo, ver o que está acontecendo nos bastidores, modificar o aplicativo e executá-lo em um ambiente sandbox.


Para fornecer ao usuário uma noção de quando essas possibilidades estavam disponíveis, o papel de parede do plano de fundo da área de trabalho mudou e o cursor mudou para o cursor Hack. Essas mudanças foram percebidas como intrusivas (“isso estraga o sistema e muda o estilo do cursor”). Decidimos reduzir essa barreira de adoção e removemos a alteração do cursor e do papel de parede. As possibilidades de hacking estão disponíveis por padrão e não estão vinculadas a um modo específico, então você ainda pode aproveitar as missões Sidetrack e usar a Hacking Toolbox no outro lado do aplicativo para resolver os enigmas. O ícone fixado na área de trabalho, que antes tinha um estado ligado / desligado, agora está reduzido a um ícone de estado único.

image

Estamos muito felizes em anunciar que o Endless Hack agora é totalmente open source. Todos os componentes foram lançados sob uma licença de código aberto. Eles estão disponíveis no GitHub.

  • O Clubhouse, o lugar para começar suas jornadas de hack e encontrar seus heróis.
  • Os aplicativos de Hacking, que incluem o aplicativo System, Sidetrack e alguns outros chamados aplicativos de brinquedo.
  • O servidor de som para reproduzir sons em missões, os aplicativos Clubhouse e Endless Hack.
  • A caixa de ferramentas de hacking que fornece ferramentas para modificar os aplicativos.
  • O serviço Game State, que acompanha seu progresso nas missões.
  • A extensão GNOME Shell Hack que adiciona funcionalidades como FlipToHack ao GNOME Shell.
  • Clippy, uma biblioteca para expor a parte interna de aplicativos Gtk para motores de script para implementar aulas interativas em tempo real nos próprios aplicativos.

image

Esperamos que você continue aproveitando a experiência do Endless Hack!

Suporte de hardware atualizado

Atualizamos nossa plataforma de software de baixo nível, o que deve melhorar a estabilidade e a compatibilidade de hardware.

  • Kernel Linux 5.8: trazendo suporte para o hardware de PC mais recente e várias correções para drivers existentes e código do núcleo do kernel, incluindo correções de segurança.
  • Driver NVIDIA 450.66: Adicionando suporte para novas placas gráficas NVIDIA.
  • Outros componentes do espaço do usuário de baixo nível também foram atualizados, trazendo novos recursos e correções de bugs (por exemplo, systemd, Xorg, etc).

Além disso, uma série de bugs de suporte de hardware foram corrigidos para esta versão, melhorando e expandindo a compatibilidade de hardware do Endless OS.

Coleta de dados de métricas de máquinas offline

O Endless OS é comumente implantado por parceiros em contextos offline, como escolas sem conectividade com a Internet, centros comunitários, instalações correcionais, campos de refugiados, etc. Esses parceiros expressaram interesse em medir o impacto de como seus computadores são usados; no entanto, até agora, o sistema de métricas de uso opcional do Endless OS exigia conectividade com a Internet para reportar dados a um servidor central.

Com o Endless OS 3.9.0, estamos enviando uma ferramenta para criar um dispositivo USB que pode ser usado para coletar manualmente dados de métricas de computadores offline com o Endless OS, que posteriormente podem ser carregados de um computador conectado executando o Endless OS 3.9.0 ou mais recente. Os dados ficam então disponíveis para análise.

Este é um pedido de alguns de nossos parceiros há muito tempo e estamos muito felizes por finalmente poder fornecer esse recurso! Em breve publicaremos documentação sobre como isso pode ser usado em tais configurações.

Outras melhorias e mudanças

A grade de aplicativos da área de trabalho agora sempre exibe todos os aplicativos instalados no sistema, tornando mais fácil encontrar novos aplicativos e conteúdo. Todos os aplicativos que não estavam anteriormente em sua área de trabalho foram adicionados ao final do layout antigo.

Isso significa que o formato usado para armazenar grades de ícones nas preferências do usuário mudou para corresponder ao formato do GNOME e o comando eos-add-to-desktop foi removido. Todos os arquivos JSON herdados que definem a área de trabalho padrão e quaisquer preferências de usuário existentes são importados na primeira vez que cada usuário faz login com esta versão do Endless OS.

  • Anteriormente, os aplicativos de vídeos (também conhecidos como Totem) eram integrados ao Endless OS. Agora, Endless OS vem com Vídeos 3.38 do Flathub, para que possa ser atualizado separadamente para o SO, controlado com o Controle dos Pais ou desinstalado se não for necessário.
  • Removemos nossa página inicial personalizada, “Centro de Exploração”, que antes era usada por padrão nos navegadores Chrome e Chromium.
    O recurso “Adicionar Webapp…” da área de trabalho foi removido, assim como vários links da web integrados. Em vez disso, você pode criar atalhos na área de trabalho para seus sites favoritos a partir do Chrome ou Chromium.
  • As versões anteriores do Endless OS incluíam atalhos para instalar vários aplicativos populares, como “Obter Unity”. Estes foram removidos. Em vez disso, encontre aplicativos populares na Central de Aplicativos.
  • Nas versões anteriores do Endless OS, os usuários em algumas localidades viam o Feed de Descoberta, uma lista suspensa na parte superior da área de trabalho que apresenta uma seleção diferente de conteúdo instalado a cada dia. Isso foi removido. Nosso foco atual é entregar conteúdo offline por meio do ecossistema Kolibri, que não era compatível com o Feed de Descoberta.
  • A tela inicial não é mais exibida enquanto os aplicativos estão carregando. Esse recurso foi introduzido muitos anos atrás para hardware de gama muito baixa e é menos relevante nos computadores de hoje. Foi a causa de muitos bugs e inconsistências no carregamento de aplicativos.
  • A Central de Ajuda, que não foi atualizado com as mudanças no Endless OS e GNOME por muitos anos, foi atualizado para coincidir com a documentação do GNOME 3.38. Outras atualizações são esperadas em versões subsequentes.
  • Flatpak foi atualizado para a versão 1.8.2 para manter a compatibilidade com os recursos mais recentes e correções de bugs.
  • O servidor de exibição gráfica Xorg agora é executado como um usuário sem privilégios em vez de root. Isso deve tornar as coisas um pouco mais seguras e ajuda a pavimentar nosso caminho para mudar para o Wayland no futuro.

Problemas Conhecidos

  • As pastas compartilhadas entre o host e a VM ao executar no VirtualBox não estão funcionando. No momento, estamos investigando e esperamos encontrar uma solução para esse problema em breve.
  • Dispositivos USB live criados a partir de uma imagem ISO estão demorando mais do que o normal para inicializar. Eles ainda funcionam como esperado e esperamos ter o atraso de inicialização corrigido para a próxima versão.
  • Instalar aplicativos de uma unidade USB usando a Central de Aplicativos não funciona. Isso será corrigido no lançamento de dezembro. Nesse ínterim, você ainda pode instalar aplicativos offline de uma unidade USB usando a linha de comando; veja a documentação atualizada aqui.
  • Ao atualizar o sistema operacional off-line a partir de uma unidade USB, a atualização pode não aparecer na guia Atualizações da Central de Aplicativos imediatamente após inserir a unidade. Se você esperar alguns minutos, ele deve aparecer e você pode aplicar a atualização.
  • Links da Web que já estão em sua área de trabalho não podem ser removidos. Eles serão removidos ou removidos imediatamente em versões futuras. Enquanto isso, sugerimos colocar links desnecessários em uma pasta.
2 Likes

Ficou boa essa atualização, o problema do bluetooth foi resolvido e estou feliz com isso, mal posso esperar pela próxima atualização, espero que venha com algo que dê para instalar programas fora da central de aplicativos.

Isso é uma perda significativa para professores, como eu. Era um diferencial importante do Sistema Operacional. Achei muito negativa essa remoção.

Além do mais, acho que para usuários brasileiros, a retirada dos aplicativos de vídeo relacionados ao MEC que existiam até a versão 3.4 na Central de Aplicativos foi um elemento negativo para o Sistema Operacional. Os usuários brasileiros (educadores) perderam muito com isso. O Sistema tem melhorado suas funcionalidades, mas retirarem funcionalidades voltadas à educação que funcionavam muito bem offline e faziam um diferencial para professores foi muito negativo. Por favor, se puder interceder, por nós professores, seria muito bom. Afinal, optei por usar o Endless justamente pelos aplicativos do MEC e pelos links personalizados da página inicial do Chromium e do Chrome.

2 Likes

Confesso que esta nova disposição ficou bem agradável, principalmente com o acréscimo do layout de múltiplas grades de aplicativos na área de trabalho. À princípio, parece que são duas, mas que devem ser suficientes para a maioria dos usuários.

No entanto, achei que ficou pouco intuitivo a exclusão de algumas aplicações da grade: vi que foi removido o ícone de remover aplicações, o que me deixou “perdido” ao realizar esta tarefa. Pelo menos até aprender.

Como deixei de usar o sistema por um período de tempo, com essa atualização, espero me relacionar melhor com o S.O.

Parabéns a toda a equipe!!

Eu gostei da nova atualização, o sistema veio de fabrica para meu pc novo, mas eu queria que o endless os melhorasse em questão de apps de trabalho. Trabalho com produção multimídia e desenvolvimento web e queria que o pc fosse mais simples para mexer em arquivos do sistema e adicionar aplicativos baixados da web (como Davinci, notepad e etc). Ele é um sistema para facilitar mas dificulta nessas partes.

Você pode instalar usando o comando toolbox. O Toolbox é uma ferramenta que oferece um ambiente baseado em RPM para desenvolvimento e depuração de software que executa totalmente sem privilégios usando o Podman. Recomendo a leitura da documentação do comando toolbox usando o comando toolbox --help ou github.com/debarshiray/toolbox/tree/master/doc

Crie um novo contêiner de caixa de ferramentas usando o comando:

toolbox create --release f33

Para executar a caixa de ferramentas use o comando:

toolbox enter --release f33

Me ha resultado muy positiva esta actualización. Con las versiones anteriores tenía problemas con el arranque cuando lo hacía sin conexión eléctrica a la red, es decir, con la batería. Cuatro de cinco veces la pantalla se quedaba congelada. Con esta actualización no he tenido hasta el momento ningún problema con el arranque, bien con alimentación con batería, bien conectado con la fuente de alimentación.
Felicito al equipo por ello. Esto me anima a seguir con Endless.

olá! Depois que atualizei , começou a travar . Em especial abrir as páginas do Chrome e os programas. O que posso fazer? Desinstalar o Chrome e instalar novamente ajudaria?

Algo que nos ajudaria bastante a entender o problema seria o seguinte:

  1. Abra o aplicativo chamado ‘Terminal’
  2. Neste aplicativo execute o comando:

eos-diagnostics

  1. O comando acima irá criar um arquivo com as informações do seu sistema (exemplo: eos-diagnostic-160614_111731_UTC+0100.txt); Nos envie esse arquivo para que possamos analisar e ver uma possível solução